Portal do Governo Brasileiro

ETSUS da região Nordeste iniciam 2018 com oferta de cursos do projeto Itinerários do Saber

11 de Janeiro de 2018

O projeto é uma iniciativa do Ministério da Saúde em parceria com o Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (ICICT/FIOCRUZ), e com as ETSUS

O curso de Atualização em Saúde Mental com foco em Crack, Álcool e outras drogas, o CASMAD, será amplamente ofertado em quase todas às Escolas Técnicas do Sistema Único de Saúde (ETSUS) da região Nordeste no primeiro semestre deste ano. Para 2018, além de outros cursos nos eixos temáticos de Acolhimento em Saúde, Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente, as Escolas irão investir no eixo Inovador, que terá como um dos temas Nutrição e Obesidade. O projeto é uma iniciativa do Ministério da Saúde, por meio da Coordenação-geral de Ações Técnicas em Educação na Saúde (CGATES), em parceria com o Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (ICICT/FIOCRUZ), e com as ETSUS.

Para o diretor da Escola de Saúde Pública do Ceará, Caio Cavalcanti, o projeto Itinerários do Saber é uma iniciativa inovadora que as ETSUS precisam aproveitar. “Com o projeto, nós temos a perspectiva de ampliar o acesso a uma formação de qualidade aos trabalhadores de nível médio que são mais de 60% dos trabalhadores de saúde do SUS”, disse Cavalgante durante oficina de trabalho do projeto, que reuniu os representantes das escolas da região Nordeste, no Rio de Janeiro, em dezembro. “A perspectiva para 2018 é de ofertarmos mais de 2 mil vagas para mais diversas regiões do estado do Ceará, assim democratizando o acesso a formação e também buscando impactar na melhoria da formação dos trabalhadores, dos serviços de saúde, da atenção à saúde oferecida a população e obviamente também impactar na qualidade de vida da nossa população”, comemora Cavalcanti.

Giro pelas Escolas

O Itinerários do Saber também é prioridade para o Centro Formador de Recursos Humanos da Paraíba (Cefor PB). Segundo o representante do Cefor, Jonathan Lucena, a escola está em articulação com os municípios para a atualização dos profissionais em Saúde Mental em 2018. “Hoje na escola temos dois cursos, o Casmad com 3 turmas, e o de Formação em Saúde Mental. Para 2018 estamos com perspectiva de alguns cursos no eixo inovador do projeto Itinerários do Saber. Fizemos o planejamento e colocamos o projeto Itinerários do Saber como prioridade para a escola”, ressalta Lucena.
O Centro de Formação de Pessoal para os Serviços de Saúde Dr. Manoel da Costa Souza (Cefope-RN) começa o ano ofertando 12 turmas do Eixo de Saúde Mental. A diretora do Cefone-RN, Flávia Medeiros, já planejou outros cursos via o projeto Itinerários do Saber para o ano. “Concomitantemente pretendemos trabalhar os eixos de Acolhimento em Saúde e Vigilância em Saúde. Nosso objetivo é qualificar os profissionais do SUS que atuam no Rio Grande do Norte. Estamos com uma demanda muito grande no eixo Inovador, com uma proposta para contemplar os temas de Microcefalia e Sistemas de Informação em Saúde”, explica.

Em 2017, a ESP- CE capacitou quase 800 profissionais de saúde no eixo de Saúde Mental do projeto Itinerários do Saber. “A partir de fevereiro, a escola vai trabalhar com os eixos de Vigilância em Saúde, Segurança do Paciente e Acolhimento em Saúde, além do eixo inovador, que nós estamos discutindo cursos sobre o Desenvolvimento Infantil voltado para formação dos Agentes Comunitários de Saúde”, explica Caio Cavalcanti, diretor da ESP-Ceará. “A perspectiva para 2018 é de ofertarmos mais de 2 mil vagas para mais diversas regiões do estado do Ceará, assim democratizando o acesso a formação e também buscando impactar na melhoria da formação dos trabalhadores, dos serviços de saúde, da atenção à saúde oferecida a população e obviamente também impactar na qualidade de vida da nossa população”, comemora.

Assista ao vídeo

“Começamos em setembro e encerramos em dezembro de 2017, três turmas de formação em Saúde Mental. A gente está com o planejamento em vários outros cursos inclusive de aperfeiçoamento dos profissionais que podem ser divididos por módulos”, planeja a assessora acadêmica pedagógico do projeto Itinerários do Saber, na ESP –CE, em Iguatu, Maria Nazaré de Oliveira.

Assista ao vídeo

Edylla Monteiro Grangeiro Silva, assessora acadêmica-pedagógica da ETSUS Ceará-Barbalha, prevê oferecer os cursos do projeto nos quatro eixos, inclusive no novo eixo inovador em 2018. “A nossa expectativa é de captar esses técnicos e agentes de saúde dentro das três regionais que a gente atua no município, estamos ansiosos para trabalhar com estes cursos em 2018”, aguarda.

Assista ao vídeo

A ETSUS do Piauí tem cinco turmas cadastradas para formação em Saúde Mental, em quatro municípios do interior do Estado, e aguarda ofertar outros cursos do Itinerários do Saber em 2018. “Nós já encaminhamos os planos de cursos para a equipe do projeto Itinerários do Saber para ofertarmos cursos em Drogas em Escolas, Acolhimento na Atenção Básica, Acolhimento em Urgências e Acolhimento para pacientes com transtornos psiquiátricos. Estamos aguardando a finalização desses materiais didáticos pelo projeto para iniciarmos as turmas”, explica Joséllia Moreira, coordenadora da escola.

Assista ao vídeo

A coordenadora de Educação Permanente da Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco –ESP PE, Domitila Andrade, fala sobre os cursos do eixo de Saúde Mental que serão ofertados já no início do ano. “De maneira geral, qualquer curso da escola a gente busca sempre fazer em parceira com as áreas técnicas das secretarias Estadual e municipais de Saúde. Está previsto para janeiro de 2018, o curso de Atualização em Saúde Mental, o Casmad, e a formação em Saúde Mental com o município de Recife. A gente está em processo de matrículas, os tutores já estão selecionados, e serão 200 vagas para o município. O Casmad será ofertado para 10 gerências de saúde do Estado”, comemora.

Assista ao vídeo

A assessora acadêmica pedagógica do Itinerários do Saber na ETSUS de Sergipe, Eneida Carvalho Gomes Ferreira, diz sobre a demanda no Estado para o curso de atualização em Saúde Mental, o Casmad. “A expectativa é começar a trabalhar com o Casmad e para isso estamos levantando as necessidades dos municípios. Mas já está no planejamento de 2018, os cursos de técnico em enfermagem e técnico em vigilância em saúde. Estamos fazendo neste momento mapeamento do território e construindo a necessidade de já mapear o acolhimento para os ACSs e para os agentes de endemias. Em Sergipe, nós temos uma brigada itinerante de agente de endemias que vai se movendo para os municípios do Estado apoiando os agentes”, explica Eneida Ferreira.

Assista ao vídeo

“Nós temos quatro propostas para o primeiro semestre de 2018, que é a formação pedagógica dos docentes da Escola em formato semipresencial, também temos uma proposta de um curso para líderes e gestores de unidades próprias do Estado, uma proposta para implementação de núcleos de educação permanente e um curso de formação para humanização do pré-natal ao parto com a implementação da roda de conversa com as gestantes”, explica Dayana Dourado, diretora da ETSUS do Maranhão.

Assista ao vídeo

A meta do Projeto Itinerários do Saber é ofertar, até 2019, 150 mil vagas para profissionais de nível médio/técnico do SUS e 2.500 mil vagas para facilitadores e orientadores. O escopo do projeto contempla cursos com carga horária de 60 horas, nas modalidades Presencial (60h), Semipresencial (40h + 20h de dispersão) e a distância (aulas por meio do Ambiente Virtual de Aprendizagem do SUS (Plataforma AVASUS), desenvolvido pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Por Vanessa Borges

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mais notícias