Portal do Governo Brasileiro

Terapia inédita contra o câncer é aprovada pelos EUA

1 de Setembro de 2017

Tratamento reestrutura o sistema imunológico do paciente e vai mudar a forma de combater a doença


A terapia celular chamada comercialmente de Kymriah (tisagenlecleucel), de uma empresa farmacêutica as Suíça, foi aprovada na última quarta pela FDA, a agência americana que regula medicamentos. Considerado um tratamento inovador capaz de combater o câncer, será indicado para casos de leucemia linfoide aguda. Será uma opção para pacientes com até 25 anos sem sinais positivos de melhora com outro tratamento.

Conhecido como CAR-T, o método é totalmente personalizado e associa a imunoterapia à engenharia genética. A droga é fabricada sob medida para cada paciente, ao contrário de terapias convencionais contra o câncer, como a cirurgia e a quimioterapia, e dos medicamentos disponíveis atualmente.

O CAR-T é feito a partir da extração de leucócitos - glóbulos brancos - do sangue do próprio paciente, para serem geneticamente reprogramadas em laboratório, para que possam buscar e matar o tumor. As células modificadas são, então, reinseridas no paciente e, quando encontram o alvo, se multiplicam.

De acordo a FDA, o primeiro paciente a se beneficiar do tratamento está livre do câncer há mais de cinco anos, depois de ter chegado perto de morrer. Um estudo com pacientes já tratados com a terapia CAR-T aponta que 83% entraram em remissão em um prazo de três meses, e informações de longo prazo ainda estão sendo coletadas.

O CAR-T tem mostrado resultados impressionantes no tratamento de leucemias e linfomas. O uso da droga também está sendo estudado para outros quarenta tipos de câncer, entre eles o de pâncreas, intestino, ovário e pulmão.

O tratamento com o CAR-T deverá custar 475 000 dólares — o equivalente a 1,5 milhão de reais.

Por: Fernando França
Fonte: Reuters

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mais notícias